Nome científico: Cedrela spp., Meliaceae.

Outros nomes populares: cedro-amargo, cedro-amargoso, cedro-batata, cedro-branco, cedro-cheiroso, cedro-do-amazonas, cedro-manso, cedro-rosa, cedro-verdadeiro, cedro-vermelho.

Nomes internacionais: acajou femelle, ceder, cedes, cedo clavel (Colômbia), cedre acajou (Guiana Francesa), cedro (ATIBT,1982), cedro amargo (Panamá), cedro amarillo (Venezuela), cedro blaco, cedro caoba, cedro colorado (Peru), cedro de castilla (Equador), cedro hembra (Rep. Dominicana), cedro macho (Cuba), cedro oloroso, cedro real (El Salvador), cedro-rosa (Suriname), cigarbox (Estados Unidos), cóbano (Costa Rica), culche (México), kurana (Guiana), redceder, south american cedar (BSI,1991), spanish cedar (Estados Unidos; Inglaterra).

Ocorrência:
• Brasil: Amazônia, Acre, Amapá, Amazonas, Bahia, Espírito Santo, Mato Grosso, Minas Gerais, Pará, Rondônia, Santa Catarina, São Paulo.
• Outros países: América Central, Argentina, Bolívia, Equador, Guiana, Guiana Francesa, Paraguai, Peru, Suriname.

CARACTERÍSTICAS GERAIS

Características sensoriais: cerne e alburno distintos pela cor, cerne bege rosado; superfície lustrosa; cheiro perceptível, agradável e característico, gosto ligeiramente amargo; densidade baixa; grã direita; textura média a grossa.

Descrição anatômica macroscópica:
• Parênquima axial: visível a olho nu, em faixas marginais afastadas e contrastadas.
• Raios: visíveis a olho nu no topo e na face tangencial, finos, muito poucos a poucos.
• Vasos: visíveis a olho nu, pequenos a grandes; muito poucos a poucos, dispostos em anéis semiporosos; solitários em maioria; obstruídos por óleo-resina ou substância branca.
• Camadas de crescimento: distintas individualizadas pelo parênquima marginal e distribuição dos vasos em anéis semiporosos.

Fonte: (IPT,1989a)

Características Cedro Rosa

Características Cedro Rosa

Características Cedro Rosa

DURABILIDADE / TRATAMENTO

Durabilidade natural: a madeira de cedro apresenta durabilidade moderada ao ataque de organismos xilófagos (fungos e insetos). (IPT,1989a) Existe variação quanto a durabilidade do cerne, algumas espécies são resistentes ao ataque de cupins subterrâneos e cupins-de-madeira-seca, outras espécies (por exemplo Cedrela fissilis) são muito susceptíveis ao ataque por esses organismos. Apresenta baixa resistência ao ataque de xilófagos marinhos. (Chudnoff,1979; Berni et al.,1979) Estudo realizado pela (SUDAM/IPT,1981) verificou que a durabilidade desta madeira é inferior a 12 anos de serviço em contato com o solo.

Tratabilidade: o cerne apresenta baixa permeabilidade às soluções preservativas. O alburno é permeável (Berni et al.,1979; Chudnoff,1979; IPT,1989a)

CARACTERÍSTICAS DE PROCESSAMENTO

Trabalhabilidade: a madeira de cedro é fácil de aplainar, serrar, lixar, furar, pregar, colar e tornear. Apresenta bom acabamento, em alguns casos pode ocorrer exudação de resina. (Berni et al.,1979; Chudnoff,1979; Jankowsky,1990; IPT,1989b)

Secagem: a secagem ao ar é rápida com pouca ocorrência de defeitos. A secagem em estufa é fácil, não ocorrendo empenamentos e rachaduras (Jankowsky,1990)

Programas de secagem são sugeridos por (Chudnoff,1979; Jankowsky,1990)

PROPRIEDADES MECÂNICAS

Flexão:
• Resistência (fM):
Madeira verde: 62,8 MPa
Madeira a 15% de umidade: 81,2 MPa
• Limite de proporcionalidade – Madeira verde: 25,5 MPa
• Módulo de elasticidade – Madeira verde: 8336 MPa

Resultados foram obtidos de acordo com a Norma ABNT MB26/53 (NBR 6230/85).
Fonte: (IPT,1989a)

Compressão paralela às fibras:
• Resistência (fc0):
Madeira verde: 28,0 MPa
Madeira a 15% de umidade: 39,1 MPa
• Coeficiente de influência de umidade: 3,4 %
• Limite de proporcionalidade – Madeira verde: 20,1 MPa
• Módulo de elasticidade – Madeira verde: 9630 MPa

Resultados obtidos de acordo com a Norma ABNT MB26/53 (NBR 6230/85).
Fonte: (IPT,1989a)

PROPRIEDADES MECÂNICAS

Outras propriedades:
• Resistência ao impacto na flexão – Madeira a 15% (choque):
Trabalho absorvido: 19,7
• Cisalhamento – Madeira verde: 7,1 MPa
• Dureza janka – Madeira verde: 3138 N
• Tração normal às fibras – Madeira verde: 5,1 MPa
• Fendilhamento – Madeira verde: 0,6 MPa

Resultados obtidos de acordo com a Norma ABNT MB26/53 (NBR 6230/85).
Fonte: (IPT,1989a)

PROPRIEDADES FÍSICAS

Densidade de massa (r):
• Aparente a 15% de umidade (rap, 15): 530 kg/m³ (IPT,1989a)
• Básica (rbásica): 440 kg/m³ (Jankowsky,1990)

Contração:
• Radial: 4,0 %
• Tangencial: 6,2 %
• Volumétrica: 11,6 %

Resultados obtidos de acordo com a Norma ABNT MB26/53 (NBR 6230/85)
Fonte: (IPT,1989a)

USOS

Outros usos

  • Chapas compensadas
  • Embalagens
  • Molduras para quadros
  • Moldes e modelos
  • Decoração e adorno (escultura e entalhe)
  • Decoração e adorno
  • Instrumentos musicais ou parte deles
  • Embarcações (coberturas, pisos, forros)

Fonte: IPT.br

USOS

Construção civil

  • Leve em esquadrias: portas, venezianas, caixilhos
  • Leve interna, decorativa: lambris, painéis, molduras, guarnições, forros

Mobiliário

  • Alta qualidade: móveis finos, móveis decorativo