Nome científico: Hymenaea spp., Leguminosae.

Observação: o gênero Hymenaea , com várias espécies (Hymenaea courbaril L. Hymenaea intermedia Ducke, Hymenaea oblongifolia Huber, Hymenaea parvifolia Huber, Hymenaea stilbocarpa Hayne), é encontrado em quase todas as matas nativas do País. A espécie Hymenaea stilbocarpa Hayne, ocorre desde o estado do Piauí até o Paraná e a espécie Hymenaea courbaril L. é mais comum na Amazônia. Como essas Madeiras são semelhantes quanto à densidade de massa e caracteres anatômicos, no comércio têm, praticamente, o mesmo valor. Assim nesta ficha essas Madeiras são tratadas em conjunto, sendo mencionada a espécie, quando pertinente.

Outros nomes populares: copal, courbaril, jataí, jataíba, jatobá-curuba, jatobazinho, jutaí, jutaí-açu, jutaí-do-igapó, jutaí-grande, jutaí-mirim, jutaí-vermelho, quebra machado.

Nomes internacionais: algarrobo (Colômbia; Venezuela), courbaril (ATIBT,1982) (Cuba; Guiana; Guiana Francesa; Peru; Inglaterra), loksi, lokus (Suriname), rode locus.

Ocorrência:
• Brasil: Amazônia, Mata Atlântica, Acre, Amapá, Amazonas, Bahia, Espírito Santo, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Paraná, Rio Grande do Sul, Rondônia, São Paulo.
• Outros países: América Central, Argentina, Bolívia, Colômbia, Guiana, Guiana Francesa, Paraguai, Peru, Suriname.

CARACTERÍSTICAS GERAIS

Características sensoriais: cerne e alburno distintos pela cor, cerne variando do castanho-amarelado ao castanho-avermelhado, alburno branco-amarelado; cheiro e gosto imperceptíveis; densidade alta; dura ao corte; grã regular a irregular; textura média; superfície pouco lustrosa.

Descrição anatômica macroscópica:
• Parênquima axial: visível a olho nu, em faixas marginais associadas ao paratraqueal vasicêntrico ou aliforme.
• Raios: visíveis a olho nu no topo e visíveis sob lente na face tangencial, poucos.
• Vasos: visíveis a olho nu, médios; muito poucos; porosidade difusa; solitários e múltiplos; obstruídos por óleo-resina.
• Camadas de crescimento: distintas, individualizadas por parênquima marginal.

Fonte: (IPT,1983; IPT,1989a)

Características Jatoba

Características Jatoba

Características Jatoba

DURABILIDADE / TRATAMENTO

Durabilidade natural: a espécie Hymenaea courbaril L. é considerada altamente resistente aos térmitas e fungos de podridão branca e parda, mas susceptível aos perfuradores marinhos. (Berni et al.,1979) Em contato com o solo Hymenaea stilbocarpa Hayne apresentou vida média inferior a 9 anos sendo considerada moderadamente durável (Fosco Mucci et al.,1992) , já em ensaios de laboratório apresentou resistência média a alta ao ataque de organismos xilófagos. (IPT,1989a) Em ambiente marinho a Madeira de Hymenaea sp. ensaiada foi intensamente atacada por organismos perfuradores. (Lopez,1982)

Tratabilidade: o cerne de jatobá, quando submetido à impregnação sob pressão, demonstrou ser impermeável às soluções preservativas. (IPT,1989a)

CARACTERÍSTICAS DE PROCESSAMENTO

Trabalhabilidade: a Madeira de jatobá é moderadamente fácil de trabalhar, pode ser aplainada, colada, parafusada e pregada sem problemas. Apresenta resistência para tornear e faquear. O acabamento é bom. Aceitapintura, verniz e lustre. (Jankowsky,1990)

Secagem: a Madeira seca ao ar com poucas deformações. Observa-se a presença de rachaduras e empenamentos quando a secagem é muito rápida. (Jankowsky,1990) A secagem ao ar deve ser realizada em local protegido da luz solar direta, com boa ventilação, para evitar rachaduras radiais. (CTFT/INPA,s.d.)

Programas de secagem podem ser obtidos (CTFT/INPA,s.d.; IBAMA,1997a; Jankowsky,1990)

PROPRIEDADES MECÂNICAS

Flexão:
• Resistência (fM):
Madeira verde: 131,6 MPa
Madeira a 15% de umidade: 151,8 MPa
• Limite de proporcionalidade – Madeira verde: 55,8 MPa
• Módulo de elasticidade – Madeira verde: 14837 MPa

Resultados foram obtidos de acordo com a Norma ABNT MB26/53 (NBR 6230/85).
Fonte: (IPT,1989a)
Observação: informações para a espécie Hymenaea stilbocarpa Hayne.

Compressão paralela às fibras:
• Resistência (fc0):
Madeira verde: 67,0 MPa
Madeira a 15% de umidade: 82,2 MPa
• Coeficiente de influência de umidade: 3,2 %
• Limite de proporcionalidade – Madeira verde: 46,3 MPa
• Módulo de elasticidade – Madeira verde: 17691 MPa

Resultados foram obtidos de acordo com a Norma ABNT MB26/53 (NBR 6230/85).
Fonte: (IPT,1989a)
Observação: informações para a espécie Hymenaea stilbocarpa Hayne.

PROPRIEDADES MECÂNICAS

Outras propriedades:
• Resistência ao impacto na flexão – Madeira a 15% (choque): 33,7
• Cisalhamento – Madeira verde: 17,5 MPa
• Dureza janka paralela – Madeira verde: 11180 N
• Tração normal às fibras – Madeira verde: 13,1 MPa
• Fendilhamento – Madeira verde: 1,5 MPa

Resultados foram obtidos de acordo com a Norma ABNT MB26/53 (NBR 6230/85).
Fonte: (IPT,1989a)
Observação: informações para a espécie Hymenaea stilbocarpa Hayne.

PROPRIEDADES FÍSICAS

Densidade de massa (r):
• Aparente a 15% de umidade (rap, 15): 960 kg/m³
• Básica (rbásica): 800 kg/m³

Contração:
• Radial: 3,1 %
• Tangencial: 7,2 %
• Volumétrica: 10,7 %

Resultados foram obtidos de acordo com a Norma ABNT MB26/53 (NBR 6230/85).
Fonte: (IPT,1989a)
Observação: informações para a espécie Hymenaea stilbocarpa Hayne.

USOS

Construção civil 

  • Pesada externa: dormentes ferroviários, cruzetas
  • Pesada interna: vigas, caibros, tesouras
  • Leve em esquadrias: portas, janelas, batentes
  • Leve interna, decorativa: guarnições, rodapés, painéis, forros, lambris

Assoalhos

  • tábuas
  • tacos
  • parquetes
  • degraus de escada

USOS

Mobiliário

  • Alta qualidade: móveis finos

Outros usos

  • artigos de esporte e brinquedos
  • cabos de ferramentas
  • implementos agrícolas
  • peças torneadas
  • transporte

Fonte: IPT.br